terça-feira, 30 de março de 2010

Resta-nos rir!!!

A fatalidade da morte é suplantada pelo absurdo da vida...